Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Amigos do Quico e do Ventor

Nós somos todos filhos do Sol, amigos do Quico e do Ventor

Amigos do Quico e do Ventor

Nós somos todos filhos do Sol, amigos do Quico e do Ventor

Os meus amigos do Lugar do Sol. Uns já foram e outros vieram. Continuam a ser cinco para receber o Ventor mas já não é o mesmo. Nem toda a gente se apercebe de quanta beleza há no olhar de um animal!


Eles perguntavam-me porque só o gato tinha direito de entrar aquela porta e eles tinham sempre que ficar nas suas casotas e eu repondia-lhe que, enquanto procurassem desmembrar o gato nunca ganhariam o direito de entrada. Mas desmembrar um gato seria o direito natural de um cão - diziam! Então esqueçam a porta e não se discute mais. Porta fechada e pronto!



hyena.jpg


Até as hienas são amigas do Ventor


22.05.12

Os Falcões da Amadora


Ventor e Quico

Eles são mesmo lindos!

É um pesadelo ver que eles podem cair, empurrando-se!

Todos os dias eles parecem oferecer grande resistência para não malharem lá em baixo.

Mas há três coisas que me ofereceram em imagens que eu nunca irei esquecer desses pequenotes.

1 - há uma sérire de imagens entre dois deles, quase inacreditáveis. Um está com um pedaço de lagartixa pendurada no bico e outro, ao lado, a olhá-lo, fixamente. Quando viu que o maninho não se entendia com a hipótese de engolir o pedaço e depois de tanto olhar, acabou por lho tirar do bico e engoliu-o ele, dizendo: "dexculpa, mano mas, eu vou ter de te ensinar". Depois de tanto esperar, achou que seria melhor intervir.

2 - há um que, no mometo que a Margarida despedaçava um rato e lhes ia dando aleatóriamente, foi sendo empurrado, pelos manos, lentamente, para a esquina da floreira até ficar sentado mesmo na esquininha!

Um pouco preocupado, olhou lá para baixo, por cima do ombro (digamos assim) e sentiu que era alto e não tinha rotores para a hipótese de queda. Depois de fixar bem o precipício, começou a arrastar a padiola para lugar mais seguro. Fartei-me de rir!

3 - Quando me apercebi que faltava um, embora não tivesse a certeza por não ser capaz de os contar, comecei a ficar preocupado. Depois de tê-los contado todos, ficava sempre na dúvida e nem queria acreditar que me faltava uma cabeça, talvez tapada pelos irmãos. Por fim olhei o chat e alguém diz que um acabara de cair às 09:41 minutos. Acabei por me convencer, a mim mesmo, que afinal faltava um. Voltei a fazer a contagem até confirmar que eram, de facto, cinco. Apareceu a Margarida com mais um rato e, no alvoroço, confirmei a contagem. Um tinha ido à vida!

Zuzu e Margarida juntaram os trapinhos e começaram a tratar de fazer uma família - Foto da Falcão-Webcam 

Esperei um pouco mais e, depois de terem comido a ração que a Margarida lhes deu, um deles começou a espreitar entre a parede do prédio e a floreira. Pareceu-me que ele estaria aflito e queria ver se via o irmão lá em baixo.

Metemos-nos no carro e parti para ver se podia fazer alguma coisa por ele, pois eu conhecia o local e sabia que a queda era grande para aquela bolinha de pelos e não de penas ainda.

Sei que não posso interferir, que isso é de conta de um determinado Serviço ou Departamento da GNR mas, a partir do momento que a GNR responde que não tem meios, como aconteceu com o apelo feito para ajudar uma (a Estrelinha), pensei e falei com os meus botões. Se chegar lá e o ver no chão a esperniar, ou coisa assim, estou-me nas tintas para a GNR e a sua falta de meios!

Aliás, a culpa não é da GNR mas sim de quem não lhes dá meios e penso que tanto sacana de legislador que há por aí a sugar o sangue à gente, devia perder a legitimidade de defender uma lei para a qual não tem meios para a fazer cumprir.

Um dos meus amigos do Estádio da Luz, em 2009

Vamos lá meus senhores! Coloquem o rabo no sítio certo e trabalhem! Acho que a Assembleia da República tem meios a mais e a GNR meios a menos. Façam pela vida! Para que queremos leis que vocês se limitam a colocar no papel?

Se não são capazes de fazer cumprir as leis que fizeram, por falta de meios, esqueçam-nas, arrumem-nas, usem o caixote de papéis que vos ofereceram para desempenharem as vossas funções.

Quanto à GNR, se não tem meios que tenha possibilidade e ombridade para dizer: "não podemos fazer nada, não temos meios! Usem os vossos meios, resolvam como puderem"!

Para mim, a única coisa que me resta é ter cada vez mais vergonha deste país. Como diria o outro: "fartar vilanagem"!

Felizmente, para já, as coisas estão a correr bem. O pequenote terá voltado a casa por mãos amigas e fiquei a saber que os meios só servem para caça à multa. Sempre é mais fácil do que tratar uns nobelinhos de "pelos-penas"


file45_jpeg.jpg

Garranos em Adrão; fotos que o Quico gostava de ver

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Ventor

    04.06.12

    Olá, minha amiga.
    É um grande prazer ver-te por aqui.
    Isso que dizes, sobrfe os Tobias, não custa nada darmos uma ajudinha de vez em quando. Se calhar nem acreditas mas já vi, aqui no jardim, 14 Tobias, juntos, que andam por aí em volta mas há um que é mesmo especial. Há um que é o único a meter-se comigo quando vou ao jardim. Conheço-o pelas duas penas brancas das asas (remiges). Já está a ficar velhote e não tarda muito vou ficar sem ele. Este ano estão com muita dificuldade em arranjar minhocas mas eu vou distribuindo um comer de aviário para melros. De qualquer modo o Tobias não o aprecia mas comem os outros. Comendo os outros, sempre sobram mais minhocas para o Tobias.
    Um dia destes disseram-me que morreu um melro aqui, junto da gente, mas já o tinham tirado. Felizmente, de manhãzinha, lá estava o meu amigo Tobias a rondar os choupos.
    Hoje voltei aos falcõezinhos. Dá gosto vê-os esvoaçar por entre aquelas chaminés todas e saber que eles voltam a casa. Para mim, são os segundos que acompanho e parecem-me um fenómeno. Eles, acabados de nascer, conseguem ter sempre um olho em cima de nós. É mesmo "olho de falcão"!
    Ontem, sobre Barcarena, vi um Zuzu, se calhar irmão deste, ameaçando uma águia que, provavelmente, sentiu que lhe ameaçaria a família. Eu sei que ela pisgou-se porque ele estava mesmo muito chato. Era mais rápido que a águia e ela foi-se embora. Mais tarde a águia voltou e voltou a sair sem zaragatas.
    Espero que esteja tudo bem convosco. Obrigado por dizeres olá. Vai aparecendo sempre que possas. Um beijinho para ti e um abraço para o teu roedor do charco.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.